Mala na Nova Zelândia 2018 – dia 02

Nossa primeira manhã acordando dentro de uma campervan na Nova Zelândia foi simplesmente inacreditável… nem nos nossos melhores sonhos poderíamos imaginar que seria assim…

Muito frio, sim… já era começo de primavera, mas a temperatura estava muito baixa… o Rodrigo como sempre, foi o primeiro a acordar. Nossa cama ficava no fundo do carro, cercada de 3 janelas grandes… abrimos as persianas e eis aquela coisa mais linda… o sol nascendo no meio das árvores, geada no gramado, ovelhas e vacas no pasto… perfeito!

Chamamos a Amandinha para descer da cama dela e pular na nossa – ela tava com frio tadinha (apesar de o carro vir todo equipado com cobertores, lençois e toalhas de banho)!!! Nós levamos um dos nossos sacos de dormir, porque eu sinto muito frio sempre, e prefiro me precaver… depois desta noite, cedemos mais um cobertor pra ela e ficou tudo bem. Detalhe: não podíamos dormir com aquecedor ligado dentro do carro, por questões de segurança, claro.

vista da nossa cama na primeira manhã…
ah… as ovelhas!!!!

Em pouco tempo, lá estava o Rodrigo, pronto para desbravar o mundo externo! hahaha… Achando que estava “quentinho” lá fora… eu e a Amanda só rindo dele do lado de dentro, debaixo das cobertas!! Mais conhecido como “snowman”… assiste o vídeo pra entender o drama 😉 hahahaha

logo mais lá estava eu… acreditem… estava mais frio do que parece!

Tomamos café ao ar livre (na campervan tinha um conjunto de mesa e cadeiras para usar do lado de fora!), e depois de entender algumas questões do carro, começamos a rodar!

Desta vez, eu tive que começar dirigindo… não tinha mais como escapar… uma hora eu ia ter que fazer isso… então que fosse logo! rss

rindo de nervoso! hahaha
dirigindo o “caminhão”

Pegamos a estrada sentido Hokitika, e logo encontramos um lago para dar uma parada e tirar umas fotos.

Lake Lyndon

Pegamos a estrada de novo e logo avistamos um parque onde era possível fazer trecking… claro, paramos para conhecer. O nome do local é Castle Hill, e super recomendamos! O lugar é incrível, com pedras gigantes, e o passeio não é cansativo.

Kura Tawhiti / Castle Hill Conservation Area, Castle Hill, Nova Zelândia

Este lugar é incrível (aliás, esta é uma palavra que você vai ler muito por aqui durante as postagens desta viagem 😉 )
Parecia que estávamos em um cenário de filme…

Central Surf… super parceira nossa!
no topo!!!

Depois de tanto caminhar, fizemos o almoço na camper no estacionamento do parque mesmo… e pra quem pensa que as nossas refeições eram sanduiche e besteirinhas… cozinhamos de verdade na campervan… nosso objetivo era nos mantermos o mais saudáveis possível durante a viagem de mais de 20 dias… nada podia dar errado né… cozinhavamos todos os dias, com raras excessões… e comida de verdade: arroz, carne, legumes, salada…
Clica aqui para ver a gente cozinhando.

E aí… de volta pra estrada, que temos toda uma programação para seguir, e tínhamos que chegar nos locais para dormir antes de anoitecer – por segurança, e para podermos conhecer o local direito 😉

Escolhemos um campsite suuuper bacana para passar a noite: Jackson´s Retreat Alpine Holiday Park. Acredito que tenha sido o “mais chique” que ficamos em toda a viagem!
Eles tem uma super estrutura… os locais para estacionar as campervans são bem distribuídos e separados um dos outros por plantas. O “complexo” para utilizarmos tinha banheiros super novos, sala de estar com lareira, cozinha, lojinha… uma maravilha… foi um dos melhores banhos também! hahaha

Jackson´s Retreat

O mais engraçado… no local nos informaram que poderíamos, quando já estivesse bem escuro, entrar na mata que tinha lá perto para ver os famosos “glowworms”… e sim, nós fomos!!! hahahaha… clica aqui pra saber o que é isto.

Isso nunca teria passado pela minha mente… entrar no meio de uma mata, praticamente sem lanterna (porque senão “eles” não ficam visíveis), e sem medo de ser feliz! Morro de medo de aranha, mas eles nos prometeram que na Nova Zelândia não haviam animais ou insetos peçonhentos… acreditamos e deu tudo certo! Mas não vimos nem um só glowworm… as vezes até achávamos que estávamos vendo, mas era só nosso olho tentando nos enganar.

Uma pena esta aventura não ter sido filmada porque foi hilário os três andando grudados no meio do “breu” da mata e morrendo de medo de tudo o que a gente encostava. Mas de prêmio de consolo, vimos um céu maravilhoso e estrelado – fora da mata, na volta para a camper! hahaha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: