Mala na Nova Zelândia 2018 – o roteiro

Nossas passagens foram compradas para que chegassemos em Auckland (ilha Norte) e voltassemos por Auckland. Mas entendemos que começando a viagem por Auckland, levaríamos muito tempo indo até o fim da ilha sul e retornando novamente.

Então, decidimos comprar um voo interno de Auckland para Christchurch e começar a viagem por lá – já na ilha sul, fazer toda a ilha sul e somente depois seguir rumo à ilha norte/Auckland que seria nosso voo de volta.

Alugamos a campervan antecipadamente (aqui do Brasil mesmo) com a empresa Britz. Pegamos o carro em Christchurch e devolvemos em Auckland.

Foi primordial fazer todas as contas de quilometragens que gastaríamos por dia para que conseguissemos atingir todos os pontos que queríamos. Isto fez com que tomassemos esta decisão de começar a viagem pela ilha sul.

Comprar a passagem direto para Christchurch e a volta por Auckland era uma opção, mas sairia mais caro do que chegando em Auckland. Uma coisa que fizemos (apenas eu – Lu – e o Rodrigo) foi comprar as passagens contando com uma parada na Austália (Sydney) na volta, para matar a saudade deste paraíso e dos amigos. A Amandinha voltou direto de Auckland para São Paulo.

Compramos nossas passagens pela Hello Austrália, que oferecia um ótimo custo/benefício.

Nossos voos foram pela Latam/Qantas:
São Paulo – Brasil / Santiago – Chile / Auckland – NZ
Auckland – NZ / Sydney – Austrália
Sydney – Austrália / Santiago – Chile / São Paulo – Brasil

Voo interno (Nova Zelândia): Jetstar
Auckland / Christchurch

Campervan que alugamos com a Britz:
Vista 6BTSP
Equivalente à este modelo disponível hoje no site deles – clique aqui.

Planta da nossa campervan

***Importante lembrar:
– a Nova Zelândia não exige visto de turismo, mas você tem que ter tudo documentado que fará por lá, onde vai ficar e passagem de volta comprada.
– é necessário Permissão Internacional para Dirigir.
– para atravessar da ilha sul para a norte com a campervan tivemos que pegar uma balsa (gigante) de Picton para Wellington. É importante reservar com antedecência de alguns dias para não ter surpresas! Para o site do Ferry – clique aqui.
– necessário documento da vacina contra febre amarela.
– necessário seguro viagem.
– para a Austrália tivémos que solicitar e pagar visto (mesmo sendo só para 10 dias).
– se estiver viajando com limite de bagagem internacional e pretende comprar voos internos na Nova Zelândia, fique atento à quantidade de bagagem permitida por pessoa.

Aguardem o próximo post!!! Mostraremos a Campervan!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: